Imagem de capa de Erasmo Dibell

Erasmo Dibell

EstiloMPB
Cidade/EstadoBrasília / DF
Plays8.039plays
VER TODAS AS MÚSICAS

Comunidade

OuvintesJose melo e outros 51 ouvintes
Fã-clubeTom Alda e outros 52 fãs

Comentários

Filtrar Por:
Escreva um comentário
Imagem de Marcelo RebelloMarcelo RebelloTeclado, Backing Vocal
Imagem de Moisés MotaMoisés MotaBateria, Backing Vocal
Imagem de Mauro SérgioMauro SérgioBaixo
Ver mais integrantes

Release

Natural de Carolina (MA), Erasmo Dibell é um dos artistas mais populares do estado e um dos melhores compositores maranhenses que surgiram a partir da primeira metade dos anos 90. Violonista e Intérprete, Erasmo já foi gravado por várias cantoras e cantores brasileiros:

Rita Ribeiro (Filhos da Precisão);
Alcione (Terecô em parceria com Betto Pereira e Erivaldo Gomes);
Gil (Intriga);
Zé Paulo (Beija);
Maurício Mattar (Beijo na Boca em parceria com Ronald Pinheiro);
Maria Preá (Vidente);
Patrícia Costa (Beijo na Boca em parceira com Ronald Pinheiro);
Carlinhos Veloz (Minha Cidade, Prazer e Viagem de Novembro);
Chiquinho França (Minha Cidade e Filhos da Precisão);
Betto Pereira (Terecô, Sarará, Willy);
Papete (Filhos da Precisão, Primícias e Vidente).

A obra de Erasmo Dibell destaca-se pela diversidade de ritmos. É evidente a influência dos grandes mestres da música popular brasileira em suas criações, mas a forma diferenciada com que aborda questões sociais, o lirismo de suas canções e seu peculiar suingue ao violão, são os diferenciais que o credenciam a buscar espaço e reconhecimento na multifacetada música produzida hoje no Brasil.

Erasmo tem seu trabalho registrado em importantes coletâneas musicais de projetos culturais do Maranhão, tais como:
Santo de Casa (1987)
Segunda de Arte (1992)
Canta Imperatriz (1995)

Seu primeiro disco solo (Sarará/1993), produzido pelo percussionista Papete, com arranjos de Marcelo Carvalho, Papete e Erasmo Dibell, foi considerado pelo jornal Correio Brasiliense como um dos melhores CDs lançados naquele ano.

O segundo trabalho (O amor é azul/1995) teve como produtor e arranjador o maestro Zé Américo Bastos. Este disco lhe abriu portas no cenário nacional despertando o interesse de conhecidos intérpretes por suas composições.

Em seu disco mais recente (Tudo de Bom/2008), Erasmo estréia como arranjador e produtor, celebrando parcerias com Drica Melazzo e Zé Américo. O CD ratifica mais uma vez a força e a qualidade lírica de suas composições.

Playlists relacionadas

Contrate

Erasmo Dibell

(61) 8100 - 9155 | (98) 9175 - 1980https://myspace.com/erasmodibell