Gabriel Graúna

EstiloMPB
Cidade/EstadoTeresina / PI
Plays12plays
VER TODAS AS MÚSICAS

Comunidade

OuvintesGabriel C Medeiros e outros 1 ouvintes
Fã-clubeLafaiete Júnior e outros 1 fãs

Comentários

Filtrar Por:

Release

Gabriel Graúna


O que Carl G. Jung, um Hippie do nordeste e discos de vinil tem a ver com essa história?

Tudo começou em uma quarta feira qualquer. Voltando da escola aos doze anos Gabriel senta no banco do carro e percebe uma caixa grande. Sim, era um violão. Aos nove anos já tinha passado as tardes abraçado a uma radiola antiga ouvindo vinis de Jazz, Black Sabbath e Alceu Valença. Aos quinze foi inspirado a ler os autores que revolucionaram a década de setenta como Carl Jung e Aldous Huxley e abria as portas da percepção.

Por traz de toda essa história está o astuto gene que correndo de longe preparavam o território para gerar um compositor e músico nato. Seu pai, músico, artista plástico e compositor. Um típico cabeludo dos anos setenta em pleno nordeste, guiava o caminho de Gabriel que mais tarde faria parte de bandas de Rock e Música Experimental Étnica. Sempre participando como músico e compositor.

O tempo e a experiência vão maturando a carne e o tempero pega o gosto. Após um período fora dos palcos Gabriel inicia um projeto solo e se torna Gabriel Graúna, uma bela homenagem a ave negra que canta no sertão. Um som doce e macio com gosto de Caetano, Picante e quente como Jorge Ben e com alguns mergulhos profundos típicos de Zé Ramalho suas composições possuem um DNA próprio com gosto da MPB dos bons tempos da Música Brasileira.








Playlists relacionadas

Home