Hipnóticos

Hipnóticos

EstiloRock
Cidade/EstadoPorto Alegre / RS
Plays614plays

Comunidade

OuvintesZinho JC e outros 2 ouvintes
Zinho JCZinho JC
Fã-clubeJader Wammes e outros 8 fãs
Jader  WammesJader  WammesJader  WammesJader  WammesJader  Wammes

Comentários

Filtrar Por:
Escreva um comentário
Imagem de Júlio CascaesJúlio CascaesGuitarra
Imagem de Andre NettoAndre NettoBaixo
Imagem de Bruno SumanBruno SumanBateria

Release

Soul Music, Rhythm’n’Blues e Jovem Guarda são influências evidentes em algumas bandas e artistas do Rio Grande do Sul. Boa parte das músicas executadas pelo trio Hipnóticos conta com a sonoridade crua de grupos dos anos sessenta. No entanto, a preferência pela elaboração de composições próprias concedeu características distintas à banda. Eles inserem em seu repertório estilos musicais variados, sem permitir que suas influências atrapalhem o processo de criação.
Os Hipnóticos iniciaram suas atividades em 1999, através de músicos remanescentes de bandas de blues e rock portoalegrenses. O guitarrista Júlio Cascaes e o baterista Marcelo Gross (hoje guitarrista da Cachorro Grande) acompanharam Júpiter Maçã entre 1997 e 1999, durante as apresentações do CD “A Sétima Efervescência”, além da gravação de cinco faixas em “Plastic Soda”, segundo álbum do artista. Enquanto Júpiter preferiu produzir o álbum sozinho em São Paulo, Júlio e Gross juntaram-se a Beto Nickörn - ex-integrante da Lovecraft – e formaram os Hipnóticos em Porto Alegre. Em 1999, lançaram o single “Distante”, uma fita K7 com quatro músicas e realizaram vários shows.
Em 2000 foi lançada “Garage Laboratorivm”, primeira demo da banda em CDR. As 12 faixas reúnem um dos melhores trabalhos da formação, que conta com rock sessentista, música brasileira e surf rock. Em 2002, sem Gross, lançaram o EP “Ouça Minha Música” marcado pelo rock básico. O EP registrou o retorno de Júlio às guitarras, após cinco anos no contrabaixo. Em seu lugar, foi efetivado André Netto, além da participação de Amilson Silva na bateria.
Com a saída de Beto em 2003, Júlio assume o posto de guitarrista, antigo instrumento de origem. Com André e Pedro Pelotas na bateria (hoje também integrante da banda Cachorro Grande) o trio realizou apresentações em Santa Catarina e Paraná. Desta fase foi registrado o EP “Tornado”, um interessante retorno à garagem. A demo foi lançada em 2004, ano em que Bruno Suman assumiu as baquetas. Tornado rendeu o primeiro clip da banda: “Tudo Ao Meu Redor” - dirigido por Vitor Szortyka -, além de boas recomendações em sites nacionais, como o Tramavirtual e o Bandas Novas (MTV).
Os Hipnóticos nunca abandonaram a estrada. A banda apresenta-se regularmente no circuito de bares, festivais e teatros do RS, além de outros Estados, como faz há sete anos. O single “Você não Vai?!” foi lançado em 2005, suas músicas recentes estão disponíveis gratuitamente na Internet e a banda planeja novo álbum, clips e shows em 2006.

Discografia:
·Distante (single, 1999)
·GARAGE LABORATORIVM (CDR, 2000)
·Eu Quero Paz (single, 2002)
·OUÇA MINHA MÚSICA (EP, 2002)
·Tudo ao meu redor (single, 2003)
·TORNADO (EP, 2004)
·Você não Vai?! (single, 2005)

Playlists relacionadas

Contrate

Hipnóticos

(51) 3228 - 4443https://www.palcomp3.com.br/hipnoticos/