Imagem de capa de Junior Paixão

Junior Paixão

EstiloPagode
Cidade/EstadoPorto Alegre / RS
Plays53.143plays
Ver mais vídeos

Comunidade

OuvintesMatheus Anjos e outros 459 ouvintes
Fã-clubeJosyanemoraes.45 e outros 5 fãs

Comentários

Filtrar Por:
Escreva um comentário

Release

Para ele, a música está no sangue, corre nas veias. Ainda na infância, Junior era bastante influenciado musicalmente, “coisa de família”. O primeiro instrumento foi o saxofone, mas na adolescência, o encanto migrou para percussão ao participar de diversas rodas de samba promovidas na casa do avô. Não demorou muito para que começassem a surgir os convites para ingressar em grupos de pagode. Foi quando descobriu afinidade, e talento, para canto e instrumentos harmônicos, como cavaquinho e banjo. Dez anos e muitas bandas depois, um grande passo foi dado: nasce o Junior Paixão.
A decisão pela carreira solo foi um passo ousado, mas firme, que surgiu quando Junior percebeu que o mercado gaúcho estava carente de um novo perfil de artista, mais profissional e sério, e movido muito mais pela paixão pela música, do que pelo “glamour” que o mercado da música poderia oferecer. O pseudônimo Paixão, foi gentilmente cedido pelo Doce Paixão, um dos grupos que mais marcou a história do cantor.
Em 2015, Junior lançou o primeiro disco solo, Sonhando, com cinco faixas inéditas e autorais, sendo uma delas Nosso Amor Não Tá Bem, a música mais tocada em Porto Alegre em 2016 segundo as rádios Saldanha e Nova Metrô. Além disso, recebeu os prêmios de “Melhor Música” e “Cantor Revelação” em 2016 e 2017, respectivamente, na Premiação dos Melhores do Ano concedida pelo Zico Possolino, então locutor da Rádio Saldanha. Foi um dos artistas agraciados, em 2017 e 2018, na premiação concedida pelo Samba do Esquenta por seu destaque ao longo de ambos os anos. Recebeu, no início do ano, a Placa de 1000, da festa Além do Samba, por ser um dos artistas a atrair mais de mil pessoas em seu show.
Sua trajetória conta, principalmente, com shows em Porto Alegre e na região metropolitana, mas os planos para este ano incluem consolidar a carreira no Rio Grande do Sul e ampliar para outros estados, sempre com olhos atentos para o profissionalismo, a qualidade e os motivos que lhe fizeram querer ser o Junior Paixão.

Playlists relacionadas