Ladrão

Cidade/EstadoJuiz de Fora / MG
Plays3.496plays
VER TODAS AS MÚSICAS

Comunidade

Ouvintesfatimaokaida silva e outros 2 ouvintes
Fã-clubeBeta Aere e outros 20 fãs

Comentários

Filtrar Por:
Daniel VitarelliVoz, Programações, Bateria
Guiga HansenTeclado, Guitarra
Formiga Baixo

Release

Por Leandro Souto Maior, outubro de 2009

Roubando melodias, batidas e grooves sem fronteiras, a verdadeira liberdade de expressão.

A primeira impressão é a de que você já ouviu alguma dessas melodias, batidas ou grooves antes. Porém, nunca desta forma, mixadas e recicladas com tamanha originalidade que a sensação torna-se um déjà vu de algo nunca antes experimentado. Pura vanguarda nostálgica. É mirando neste alvo altamente contemporâneo que o trio Ladrão chama mais que sua atenção. Ouvidos para o alto, o trio leva corpo e mente, que como um todo, inevitável, saem do chão no ritmo de seus beats, bytes, válvulas e guitarras espaciais. É abusando da mistura, escancarando o óbvio - que neste mundo atual, mix de real e virtual, nada é de ninguém e tudo é de todo mundo - que o Ladrão ocupa o lugar que é só dele. O som sem rótulos, conexão de gêneros, das linguagens da música eletrônica a uma atitude rock n? roll, produto de um pouco de tudo o que está no ar, é a prova de que a monocultura não é ruim apenas para o solo, mas também é prejudicial à cabeça. \"Nem todo mundo que me ouve entende o meu recado / O do samba é sempre sorrir, o do rap nunca mentir, abrir seus olhos / Do partideiro à malandragem, o reggae busca a liberdade / Eletrônico fusão hardcore reação\", disparam em Poesia de liquidificador.

O cérebro eletrônico do mineiro universal Daniel Vitarelli (bateria, voz e bases) é o ponto de partida dessa proposta que vem pilhando o Brasil e o mundo. Os gringos da revista espanhola Computer Music e dos sites Download.com (EUA) e Musicazo (Espanha) já foram saqueados pela pulsação tupiniquim-globalizada do grupo. \"Minha levada tem estilo / eu não me prendo a nada\", definem em A Paz não está perdida. Afinados com este desbravar de fronteiras, Ladrão apresenta suas armas: os bons elementos Guiga (guitarra e Sinth EFX) e Formigão (baixo) respondem por processo criativo em primeira instância e imprimem suas iniciais em cada compasso.


O primeiro passo acaba de ser dado. O EP É tudo nosso enquadra em seu título ao que veio a banda. As batidas desconstruídas, liquidificadas, chamam a atenção para os novos conceitos sobre liberdade de informação e rediscutem a propriedade intelectual. \"O apropriamento é quase indébito / O resultado é um mistério\", bombardeiam na faixa Roubando melodias, batidas e grooves. As letras fortes e engajadas são pólvora pura. \"Do meio da fumaça vou saindo inacreditavelmente / Sou Ladrão da paz, um mensageiro bem diferente / Vendo a luz no fim do túnel, confiando na inteligência / Agindo com cautela, vou aprendendo com a vivência\" (Saindo da fumaça). B. Negão agrega munição e rimas ao trabalho, e instiga a \"Te levar, te elevar / Te fazer refletir, te fazer pensar\" (Deixa a batida te levar).

Procura-se ouvidos atentos e antenados ao novo. É o seu caso? Então,já era! Seu tempo à procura das melodias, batidas e grooves mais que perfeitos terminou.


Contato para Shows: Fabricio Leitão - 55 21 7858-5903 ID 83*51548 - Email - fpleitao@gmail.com

Venda de CDs - ladrao@gmail.com

Email:: ladrao@gmail.com
URL:: http://www.myspace.com/ladrao

Playlists relacionadas

Contrate

Thiago Fraga 55 21 96443-3901 (Nextel)

(21) 6443 - 3901 | (21) 6443 - 3901http://www.myspace.com/ladrao
Home