Lanna Rodrigues

EstiloPop
Cidade/EstadoRio de Janeiro / RJ
Plays10.732plays
VER TODAS AS MÚSICAS

Comunidade

OuvintesPaulo Di Faro e outros 12 ouvintes
Fã-clubeRoselves Alves e outros 75 fãs

Comentários

Filtrar Por:

Release

R E L E A S E L A N N A R O D R I G U E S

Release do disco Marcas do Passado
Por Silvio Atanes Jornalista / Critico Musical Paulistano

Biscoito fino para as massas. O mote modernista de Oswald de Andrade cai como uma luva de cetim lilás em Lanna Rodrigues. Marcas do Passado (Paulinos Music), CD de estréia de Lanna Rodrigues, desce redondo como um chope bem tirado no Pavão Azul. Os produtores Moisés Camilo e Jefferson Luís injetaram doses industriais de bom gosto na confecção da bolachinha. Capricharam na ourivesaria musical.

Obra multifacetada e caleidoscópica, Marcas do Passado reserva surpresas em cascata ao ouvinte mais atento, entre as quais as letras melancólicas bem calibradas sem ser deprê e a direção vocal certeira de Bruno Galvão, da segunda geração da grande família musical dos Golden Boys/Trio Esperança. Bruno é filho do Mário Correa, do Trio Esperança. Por isso, os backing vocals são espetaculares, com lugar até para o doo-wop dos grandes Rapazes Dourados (Um caminho - faixa 13).

Lanna Rodrigues oscila entre o pop infalível e a MPB mainstream, se dá bem até com a irresistível new bossa (De vez em noites faixa 3). Desfila influências inusitadas, com ecos de Ana Cristina Cesar nas letras e traços de Ângela Rô Rô em certas levadas blues. Isso é tudo? Não, ela ainda compõe divinamente!
O denominador comum é sua doce, mas não melosa, educada e afinada voz, um bálsamo num tempo de gralhas teens, sertanojos e axexelentos. É só olhar pra trás/Que o pensamento faz o sonho adormecer. A introdução da faixa Cicatrizes faixa 9, prenuncia um hit instantâneo e duradouro, que já nasce clássico.

Lanna Rodrigues tem de sobra o que falta a uma série de ídolos fabricados em linha de montagem: identidade musical, não por acaso lapidada em conservatório. E também não é à toa que ela toca violão muito bem, coisa rara hoje em dia.

A última surpresa do CD é o tempo musical, bem diferente do tempo cronometrado. As faixas, de tão boas, parecem durar mais que o indicado pelo relógio. E as que são de fato mais longas que o padrão radiofônico ficam ainda mais gostosas de ouvir com esse aparente paradoxo da relatividade. Marcas do Passado também tem um timing perfeito nas suas 14 faixas, mais uma ousadia da estreante cantora. Abre em alto-astral com os quatro minutos de Ilusão faixa 1, tem uma espécie de intermezzo em Não adianta faixa 8 e fecha com o acalanto de Instantes faixa 14, que faz a imaginação ouvir Bis, bis, bis!!! da plateia. Ou, como se diz no século XXI: ?Parou por quê? Por que parou??

Apesar de puxado pelo sucesso arrasa-quarteirão Cicatrizes faixa 9, o CD não deixa nenhuma marca no ouvinte. Pelo menos não sobre a pele, apenas um insistente gosto de ?quero mais?. Seja bem-vinda ao sucesso, Lanna! Você vai despertar muito mais que pedidos de casamento ao vivo em programas de web TV. Por fim, a única contra-indicação: quem começa a ouvir não consegue parar mais, tem de tomar diariamente uma dose de Lanna Rodrigues, como o bom e velho Biotônico Fontoura. Nossos ouvidos agradecem!

Depoimentos:

Você já é sucesso. É só uma questão de tempo - Torcuato Mariano - Produtor Musical

Mais uma voz feminina brilha na MPB - Jornal O Globo

A mais nova revelação da MPB - Revista MPB

Traduz canções com toda sensibilidade e emoção. Garra e paixão pela música a levarão para a evidência no cenário musical brasileiro. Sergio Freitas - Editor chefe da Revista MPB

Musicas excelentes, ótima compositora. PJ - Jota Quest

www.lannarodrigues.com.br



Playlists relacionadas

Contrate

Paulinos Produtora

(21) 7841 - 5176 | (ID) 24*1 - 6065http://www.lannarodrigues.com.br
Home