Leonardo Brasilino

Cidade/EstadoBelo Horizonte / MG
Plays2.956plays
VER TODAS AS MÚSICAS
Ver mais vídeos

Comunidade

OuvintesSamuel Victor Silva e outros 2 ouvintes
Fã-clubeSamuel Victor Silva e outros 2 fãs

Comentários

Filtrar Por:

Release

Formação, Cursos, Festivais e Prêmios:

Músico desde 1991 com 11 anos, começou a estudar música e trombone na Banda de Música Antônio Tibúrcio Henriques com o maestro Paulo Eugênio em Santa Luzia/MG. Participou também na Banda de Música Benício Moreira na mesma cidade e a partir daí começou a trabalhar profissionalmente na área popular. Já trabalhou também nas bandas de música das cidades de Florestal, Juatúba e Mateus Leme - MG.

Formando em 2002 no CEFAR-PA ( Centro de Formação Artística - Palácio das Artes ) como Técnico Profissionalizante em Trombone, tendo como professores do mesmo: Wagner Mayer ( 1º trombone da OFMG ) e Hélio Azevedo da Silva ( 1º trombone da OSMG ), ambos alunos do professor Paulo Roberto Lacerda na UFMG. Durante o curso, participou de vários grupos vinculados ao CEFAR como a Orquestra Sinfônica Jovem e da Banda Sinfônica do CEFAR regida pela maestrina Ângela Pinto Coelho, Grupo de Sopros do CEFAR regido pelo fagotista da OSMG Washington Vitalino dentre outros. Atuou em várias audições de alunos do CEFAR como solista ou em grupo.

É associado na ABT (Associação Brasileira de Trombonistas) desde 2000. Dentre os encontros nacionais e internacionais promovidos pela ABT no Brasil, participou das master-class dos professores: Gilberto Gagliardi, Radegundis Feitosa, Renato Farias, Jacques Mauger, Abel Larrosa, Wagner Polistchuk, Jan Kagarice, Vern Kagarice, Tony Bayker, Brandt Attema, Quarteto de Trombones da Costarica, Continental trombone Quarteto, Marcelo (Bambam) de Jesus, Nataniel Brinckers, Irving Wagner, Don Lucas entre outros.

Vencedor em 2002 com o prêmio "Troféu Pró-música" como revelação, organizado pelo publicitário Ildeu Lino Soares.

Formado 2007 no curso de Bacharelado em trombone na Escola de Música da UFMG, tendo como professor o mestre Marcos Flávio Freitas Aguiar, teve intensa atividade nos grupos instrumentais da escola como a Orquestra Sinfônica, Banda Sinfônica e Gerais Big Band da UFMG, apresentou-se em programas solos do gênero erudito.

Vencedor do Prêmio “Jovens Solistas”, realizado pela escola de música da UFMG em 2006.

Participou de alguns cursos como o Curso de Aperfeiçoamento Técnico-Musical promovido pelo Palácio das Artes em 2007. Tendo como professor, o primeiro trombone solista da OSESP, Wagner Polistchuk.

Participou em outubro de 2008 do V Encontro Internacional de Metais e o I Encontro Regional de Trombones da Faculdade de Música do Espírito Santo promovido pela FAMES.

É vencedor do prêmio BDMG instrumental em 2008 e 2011 na categoria de Melhor Músico Acompanhante. No Prêmio de 2008, realizou o encerramento do Festival com Tocando ao lado presidente da banca julgadora, o músico Guinga.

Experiência Educacional:

É professor de Trombone no projeto Estação da Música em Santa Bárbara-MG desde março de 2012.

Em julho de 2008 trabalhou com professor de trombone no Festival de Inverno de Ouro Preto – MG na área “A Banda de Música na Música Popular”.

Já trabalhou como professor de trombone na Banda Municipal de Florestal, Orquestra Herci Aquino/Sesiminas-MG.

Foi professor de trombone, bombardino e tuba na Secretaria de Cultura de Santa Luzia – MG, tendo como alunos músicos das bandas de música da cidade.

Trabalhou como Professor de Trombone contratado para o Curso de Sargento da Policia Militar de Minas Gerais – CFS/CFAS no período de Março a Junho de 2011.

Experiência Erudita:

Integrante do Coral de Trombones da UFMG como trombonista baixo criado pelo professor Paulo Roberto Lacerda "Paulão" desde 2000.

Músico convidado do grupo de trombones do CEFAR – Palácio das Artes coordenado pelo professor Helio Azevedo.

Músico convidado da OSMG (Orquestra Sinfônica de Minas Gerais) desde 2002. Participou em inúmeros concertos e montagens de óperas realizadas no grande teatro do Palácio das Artes e Concertos ao ar livre no Parque Municipal Américo Renné Giannetti em Belo Horizonte além de viagens com a orquestra.

Na OSMG cultivou experiências com maestros convidados: Marcelo Ramos, Roberto Duarte, Afrânio Lacerda, Roberto Tibiriçá, Silvio Viegas, Carlos Eduardo Prates, Lincoln Andrade, André Cardoso, Charles Roussin, Emílio de César e artistas como Rosa Passos, João Bosco, Milton Nascimento, Mônica Salmazo, Lenine entre outros.

Das montagens de ópera destacam-se: O Guarani (Carlos Gomes), Chagas (Silvio Barbato e Alexandre Schubert), La Traviata e Falstaff (Verdi), Turandot (Puccini), O Castelo do Barba-Azul (Bertók), A Redenção pelo Sonho (Tim Rescala) e Romeu e Julieta (Charles Gounod).

Foi trombonista baixo da Banda Sinfônica da UFMG/Pronatec de 2013 a 2015 atuando como músico e professor.

Participou também na Orquestra Sinfônica Jovem de Campos dos Goytacases-RJ sob a regência do maestro Luíz Maurício Carneiro por dois anos como trombonista baixo.

Já participou como músico convidado na Orquestra da Newton Paiva sob a regência do maestro Edvandro.

Participou de concursos como Concurso Nacional Eleazar de Carvalho e para cadeira efetiva de 2º trombone na OSMG.

Participou por duas vezes na Orquestra Sinfônica de Ipatinga sob a regência do maestro Marcelo Melo na montagem do Réquien de Mozart. Em novembro de 2005 participou na Orquestra de Câmara de Ouro Branco o mesmo repertório sob a regência do Maestro Charles Roussin.

Esteve em vários grupos de câmara como o Quarteto “Coisa Rara”, o Trombominas e o Trombonias.

Participou como músico convidado na Orquestra Filarmônica de Minas Gerais sob a regência de Fábio Mechetti em dezembro de 2011. O repertório apresentado foi a 6° Sinfonia de Mahler.

Experiência Popular:

Foi trombonista baixo na Big Band da Pró-music/BH sob a regência do professor Nestor Lombida e da Geraes Big Band da UFMG. É trombonista e percussionista do Enxadário - Orquestra de Enxadas sob a direção do percussionista Bablak Bah a mais de oito anos. É um dos responsáveis pelo sexteto de jazz Klatu Barada Nicto e do Trio Triopatí. Também atua como trombonista convidado em grupos de MPB, Jazz e etc.

Trabalhou na Banda Berimbrown de Abril de 2004 á Maio de 2007. Com a banda fez sua primeira viagem para o exterior em 2004, se apresentando em Berlin na Alemanha no mês de outubro. No mesmo ano, teve a oportunidade de conhecer grandes artistas como: Gerson King Combo, Gilberto Gil e Milton Nascimento. Já se apresentou com a banda no programa do Jô Soares na rede Globo de televisão e também no programa “Ritmo Brasil” da Rede TV comandada pela apresentadora Fá Morena. Gravou um clipe da canção Fé Cega Faca Amolada com Milton Nascimento. Entre junho a julho de 2005 retorna para Europa para fazer uma turnê de 17 shows pela Alemanha e Suíça. Participou do projeto “Berimbrown e os mestres negros da música brasileira” onde teve a participação dos artistas Maurício Tizumba, Milton Nascimento, Jair Rodrigues, Sandra de Sá, Lady Zú, Luiz Melodia, Gerson King Combo, Elza Soares, Ilê Aiyê da Bahia. Em 2006 volta a Europa no mês de junho a julho com 38 shows realizados na Alemanha, Áustria e Suíça. Em abril do mesmo ano foi lançando primeiro DVD da carreira da banda.

Ao longo de sua carreira trabalhou em várias bandas como Dominus, Via Expressa, Free-lance, Fire entre outras.

Participou de projetos como Pixinguinha 30 anos onde trabalhou com o Enxadário e Eduardo Dussek em janeiro de 2008 e em festivais como o Savassi Jazz Festival em 2010. Participou também em gravações e shows de homenagens como o Tributo ao Tim Maia Racional com a banda Black Sonora e B-Negão.

Nos Estados Unidos – Becket – MA - USA em julho de 2011 participou do Jacob’s Pillow Dance Festival tocando na aula sobre samba, samba de gafieria e folclore brasileiro com os professores Jomar Mesquista, Juliana Macedo e Gustavo Côrtes. Com a direção musical de Rodrigo Torino.

Participa em bandas como Jorge Bonfá, Thiago Delegado (Delegacia), Três no Junta, Senta Pua, Brasilino e Torino tocam Baden, Odilara, Os Bandidos Black Band, Projeto Candonguêro – Era uma vez um carnaval (durante o carnaval em Ouro Preto), Chapéu Panamá, Gustavo Maguá, Túlio Araújo – Projeto Dobradura, Juarez Maciel, Garbo, Bantu, Cromossomo Africano, Fernando Bento e a patota de cosme, Deco Lima e o Angú Estéreo Clube.

Fez trabalhos com bandas e artistas como Sérgio Pererê, Célio Balona, Lucien Johnson, Donny Ray Evins, Marku Ribas, Rubinho do Vale, Nivaldo Ornelas, Esdra Neném Ferreira, Lucas Avelar, Juarez Maciel, Union Latina, Escola de canto Babaya (Silvia Maneira Zappulla), Chico Amaral, Beto Lopes, Alex Lima, Zé da Guiomar, Mateus Brant, Renato Rosa, Marcelo Fallahin, Márcio Guima, Rai Medrado, Raul de Souza, Nivaldo Ornelas, Aline Calixto, Kleber Alves, Mauro Rodrigues, Clóvis Aguiar, Tom Nascimento, Bill Lucas, Eduardo Neves, Elza Soares, Marco Matoli, Chico Corrêa, Edgar Scandurra, Chiquinho Bastos, Capim Seco, Camarão de Rama, Samba de Luiz, Vander Lee, Gerson King Combo, Fernando Bento, Silvia Gomes, Serginho Silva, Fernando Muzzi, Andrea Amendoêira, Ricardo Barrão, Toninho Horta, Nelson Ângelo, Eduardo Pio, Marku Ribas, Flávio Henrique, Marina Gomes, Cínara Ribeiro, Marcelo Jiran, Rodrigo Torino, Tom Nascimento, Vander Lee, Geraes Big Banda da Escola de Música da UFMG entre outros.

É compositor e arranjador de vários trabalhos em diversos estilos.

Seu primeiro disco como compositor, arranjador de trombonista solo foi lançado em março de 2016 com o título de Terra Brasilinis. Este disco é um resumo da experiência adquirida por mais de 20 anos de carreira como trombonista.

È cantor no Bloco de Carnaval Me Beija que sou pagodeiro desde 2015. É também coordenador e regente do Bloco Magnólia desde 2014.

Atualmente está em constante atividade como convidado por diversas áreas do mercado musical nacional e internacional.

Playlists relacionadas

Home