Imagem de capa de Lucca Páris

Lucca Páris

EstiloMPB
Cidade/EstadoBelo Horizonte / MG
Plays29.265plays
Ver mais vídeos

Comunidade

Ouvintes e outros 378 ouvintes
Fã-clubeEricka Christiane e outros 24 fãs

Comentários

Filtrar Por:
Escreva um comentário
Imagem de Lucca PárisLucca PárisVoz, Violão

Release

Parte do cenário musical de Belo Horizonte, nascido e criado na Zona Norte, Lucca Páris compõe o New MPB com letras que abordam seu ponto de vista, sem impor uma verdade ao público. Com um EP lançado, seis singles e o primeiro álbum em fase final de produção, ele começou na música profissionalmente aos 19 anos, apesar de sempre ter tido contato devido a religião e sua família. Artista e produtor musical, hoje ele trabalha com letras românticas e sutis, fazendo uso de metáforas para passar sua mensagem ao público.

Com seus primeiros passos no rap, Lucca mudou a direção do seu trajeto para explorar novos cenários e outras formas de compor. Dessa maneira, migrou para MPB na intenção de somar a cena de música independente do gênero. Seu novo álbum busca quebrar paradigmas de cor, raça, e trazer um olhar sobre ele mesmo e quem está ouvindo. Grandes nomes da Música Popular Brasileira servem como inspiração, não só para o seu trabalho, como para o espaço que deseja alcançar.

“Eu quero deixar um legado atemporal através das minhas produções, assim como Legião Urbana, Lenine e Djavan. São minhas principais referências com relação a forma que atingiram o público. Quero que a minha música passe por gerações”. Devido a timidez e introspecção, a suas inspirações para compor são sempre um processo interno, há uma fluidez de sentimentos e ele trabalha em cima disso, absorvendo tudo. Como tem dificuldade de se expressar, sentiu na música uma forma de colocar tudo o que observa.

O resultado disso é o primeiro álbum de estúdio do artista, que chega ao público com sete músicas, incluindo os singles já lançados Budapeste, Pirraça e Só de Olhar. “Os bpms são meus pulsos, as melodias as correntes sanguíneas, e a harmonia meus músculos esqueléticos. O Lume sou eu”. Cada música do álbum possui uma poesia escritas pelo Lucca, a intenção é de oferecer um material a mais ao ouvinte, em outro formato de arte. O Lucca se sente mais seguro dentro das metáforas, as poesias representam uma forma sincera de diálogo com o público, pois é assim que ele fala naturalmente.


Playlists relacionadas