Markinho Gó

EstiloFolk
Cidade/EstadoDivinópolis / MG
Plays25.458plays
VER TODAS AS MÚSICAS

Comunidade

OuvintesSICALDO JOSÉ DE PAULA JUNIOR e outros 81 ouvintes
Fã-clubeHelton Limah e outros 66 fãs

Comentários

Filtrar Por:

Release

:: Biografia ::


Markinho Gó é daqueles músicos inquietos. Classificá-lo como compositor disso ou daquilo ou tentar enquadrar seu estilo dentro desse ou daquele rótulo é trabalho difícil ou mais do que isso: desnecessário. Mineiro, criado em Divinópolis, celeiro de grandes músicos e compositores, Markinho começou muito jovem a trilhar seu caminho na música. Nos anos 80 %u2013 influenciado pelo boom do rock brasileiro %u2013 como tantos outros grandes músicos de sua geração comprou um instrumento de%u20192ª mão%u2019 e %u2013 autodidata - foi realizar sozinho o sonho de ser um guitar hero. No melhor estilo %u2018do it your self%u2019, Markinho não perdia oportunidade de se apresentar em festas, escolas ou %u2018onde houvesse um amplificador pronto para ser plugado%u2019.
Os anos 90 trouxeram para ele suas grandes influencias e seus verdadeiros ídolos no recém surgido mundo da música %u2018indie%u2019americana e inglesa. R.E.M., Jesus n Mary in Chains, Sonic Youth e principalmente Pixies, entraram de vez nas guitarras e composições do músico. E a partir deles, Markinho teve contato com o que talvez hoje seja a chave para entender o seu som: Neil Young, Hendrix, Velvet Underground e o Blues! O blues e sua beleza triste. Leitor voraz caminhando sem medo nem preconceito entre Kafka & Bukowsky; Shakespeare & Maiakovski; Drummond & Arnaldo Antunes, não tardou a unir essas duas paixões em suas músicas. Guitarrista competente e criativo desde seu início manteve-se firme no propósito %u2018idealista%u2019 de sempre inovar %u2013 nunca copiar, e isso o colocou na vanguarda musical da região como um dos poucos músicos que se recusava a tocar %u2018covers%u2019. Nunca %u2018tirava%u2019 músicas: recriava as guitarras num estilo totalmente próprio %u2013 o que levava a loucura seus companheiros de palco e ensaio.
Quer fosse executando seus riffs rápidos e certeiros numa banda de Rockabilly, destilando veneno e humor nas guitarras e letras de um funk (o impagável %u201C011.1406%u201D) ou empunhando um violão %u2018folk%u2019 em baladas autorais, Markinho veio lapidando seu estilo pelos últimos 20 anos até chegar no seu mais recente trabalho: um cd autoral com belas e simples composições boas de se ouvir e cantar e que remetem a vários pontos dessa história.
Escutando o seu novo CD fiquei com a impressão de que a estrada que começou a ser trilhada lá atrás está longe de terminar. E que venha o que vier pela frente %u2013 sei lá o que o cara vai resolver compor daqui uma semana, um mês ou um ano! %u2013 vamos escutar e reconhecer ali um novo trabalho de Markinho Gó.

Playlists relacionadas

Contrate

Home