Milena Torres

EstiloMPB
Cidade/EstadoBelo Horizonte / MG
Plays21.617plays
VER TODAS AS MÚSICAS
Ver mais vídeos

Comunidade

OuvintesJones Bergh e outros 69 ouvintes
Fã-clubeCaike e outros 63 fãs

Comentários

Filtrar Por:
Guilherme de MarcoViolão
Guilherme de MarcoViolão
Guilherme de MarcoViolão
Ver mais integrantes

Release

A letrista, metida a poeta, compositora e intérprete Milena Torres conceitua o seu trabalho partindo da relação com a escrita, desde o extinto diário, há mais de vinte anos, exercita e evolui a composição letra e música.
Transformar o que sente, desconfia, observa e vive em verso, é válvula de escape e uma exposição sincera através da poesia que se tornou prazer, trabalho e escolha. Desde então defende o seu trabalho autoral. Fez bares aos dezessete anos, pulava pedidos que não sabia ou e tocava suas músicas sem fazer alarde. E nesse caminho autoral não despreza as referências, que vão de Angela Maria a Led Zeppelin.
Após o início dos estudos de técnica vocal com o cantor e professor Anthonio que define a voz da artista típica de onde veio, do sertão do Vale do Jequitinhonha/minas gerais. Como amadurecimento da voz sob orientação as interpretações ganharam espaço e também sem definição. Fez uma releitura de Cálice de Chico B. e Gilberto Gil e Menina Jesus de Tom Zé que destaca entre as mais freqüentes do repertório e da reação do público. Durante seis anos desenvolveu o projeto Árvore Musical Macumba que saudava os ritmos e a poesia em contextos musicais urbanos e de origem afro-brasileiros, gravaram ao vivo no Teatro da Maçonaria.

O novo projeto da artista é Bem Acompanhada que pretende revisitar o repertório produzido durantes esses anos. A idéia é explorar as possibilidades de parceria de palco e arranjos, atingir mais ouvintes curiosos. Como compositora divulga o seu trabalho pelas interpretações até agora de Marcelo Veronez com Vai passar o amor, Xangô e Oxóssi, Léo Richard com Céu de Crioula, Black Sonora com a versão musical para a letra O mar pra mim, que integrou uma exposição no Museu Histórico Abílio Barreto em Belo Horizonte em dois mil e oito. Milena segue carreira de modo independente, mantém um blog de poesia no wordpress e divulga suas músicas em páginas na internet como Jamendo, Myspace e Reverbnation. O próximo passo é a gravação de um cd em estúdio com canções inéditas. Ocanii: Olhos de Caboclo. Cabelos de Negro. Instinto de Índio.



Playlists relacionadas

Milena Torres

EstiloMPB
Cidade/EstadoBelo Horizonte / MG
Plays21.617plays
Tamanho
Imprimir

Couro e Cordas feat Maria Valmira

Composição: Milena Torres

Couro e Cordas Letra e Música: Milena torres Couro e cordas chegando sem rodas Mas de corpo inteiro Couro e cordas chegando sem rodas Mas de corpo inteiro Marinheiro dessa primeira viagem, Eu também sou Couro e cordas chegando sem rodas Mas de corpo inteiro Tenho sete espadas que você não pode ver Tenho sete anáguas que estou a esconder Sete rosas no peito cravadas Todas disfarçadas de ciúme e prazer Couro e cordas chegando sem rodas Mas de corpo inteiro Couro que vale mais do que ouro Macumba de maracatu Abusando tu do que tem nesse couro Cordas na minha mão são palavras soltas E eu, com um sorriso de moça me ponho a cantar

645

plays

Comentários

Filtrar Por:

Playlists relacionadas à musica

Home