VER TODAS AS MÚSICAS

Comunidade

Ouvintessilvio césar paranhos guerreiro e outros 224 ouvintes
Fã-clubeKarreirinha O Vaqueiro e outros 120 fãs

Comentários

Filtrar Por:

Release

Campear sempre foi o meu trabalho puxar boi pra mim era um esporte o cavalo bom era o transporte da fazenda que foi meu agasalho o meu som lá no mato era um chocalho a pomada era o leite de pião o meu trage um chapéu e o gibão minha sombra era um pé de umbuzeiro pendurei minhas tralhas de vaqueiro pois não pude viver da profissão... Fui vaqueiro e vivi da montaria sem deixar meu cavalo e minha cela as peneiras esporas com fivela eram as coisas que eu sempre conduzia uma mascara levava quando ia pra pegar um tourote valentão um xocalho se ouvesse precisão e as botinas de couro verdadeiro pendurei minhas tralhas de vaqueiro pois não pude viver da profissão... Cortei palma na cocheira frequentando cacimba e bebedouro tirei leite de vaca lacei touro passei muita ração na forrageira puxeigado no mei da capoeira amarrei boi valente no mourão enfrentado deserto e multidão caruá mandacaru e faxeiro pendurei minhas tralhas de vaqueiro pois não pude viver da profissão... Meu cavalo pra mim é um tesouro meu gibão era bom e reforçado os arreios metais por todo lado fiz meu nome no chapéu de couro os estribus bonitos cor de ouro guarda peito com noda de pião das antigas urtigas cansansão meu sapatos ainda tem o cheiro pendurei minhas tralhas de vaqueiro pois não pude viver da profissão.

Playlists relacionadas

Contrate

Nico Batista - O poeta do Sertão - Forró e Vaquejada.

https://www.palcomp3.com.br/nicobatista/
Home