Os Filhos da Luz

EstiloGospel
Cidade/EstadoBrasília / DF
Plays28.059plays
VER TODAS AS MÚSICAS
Ver todos os álbuns

Comunidade

OuvintesJones Azevedo Azevedo e outros 9 ouvintes
Fã-clubeLilo Viana Martins e outros 4 fãs

Comentários

Filtrar Por:
Thiena LopesVoz, Violão, Teclado, Backing Vocal
QueimadinhoVoz, Violão, Backing Vocal

Release

Queimadinho (Divino Silva) e Thiena (Sandra Lopes) formaram o grupo Os Filhos da Luz em 1986, na cidade de Luziânia - GO. O projeto, inicialmente de lançar um compacto duplo, culminou no lançamento de um Long Play em julho de 1986, sob o título Jesus Vai Voltar'., pela gravadora Deus é Amor. O disco estreou com instrumentação modernizada, que contava com o sintetizador digital DX-7, usado em conjunto com o sintetizador analógico a fita magnética. Distribuído pela discoteca homônima, o álbum obteve sucesso suficiente para levar o grupo a várias turnês interestaduais até o lançamento do segundo disco, ''Manda Fogo, Senhor''.

A faixa-título desse segundo obteve amplo destaque, mas o carro-chefe do lançamento foi ''O Crente Coluna do Meio'', hino que, embora menos complexo, conquistou o público com o estilo, de ''chicote'', que alertava sobre o perigo de condutas hipócritas dentro da igreja. Nesse álbum, devido à falta de tempo ocasionada pela agenda densa, o disco abriu vaga para três composições de terceiros, a saber: Só Jesus pode Salvar e Se a Cruz Falasse, do Duo Estrela d'Alva, e O Grande Aprisco, do cantor Manoel Macedo. Essa última fora substituída antes da gravação por O Crente Coluna do Meio. Ainda nesse disco, Sônia, outra filha do Queimadinho, passa a integrar o grupo, ora auxiliando nas composições vocais ou integrando a parte principal das músicas.

A frequência das apresentações aumenta, e o grupo passa a se dedicar às turnês pela região centro-oeste, dada a inviabilidade de assinar um contrato integral com a gravadora, o que demandaria a mudança de toda a família para a cidade de São Paulo.

Em 1992 gravam o LP O Segredo de Vencer, lançado no ano seguinte. A partir de então, o estúdio passa a contar com mixagem digital, evolução análoga à proporcionada pela introdução do sintetizador digital no primeiro disco. A quarta faixa da Face A, Não Fique Triste Não, tornou-se o maior símbolo musical dos Filhos da Luz, sobretudo após integrar a abertura do seu programa de maior audiência, o matinal Momentos de Louvor, pela Rádio Redentor - AM. É nesse momento que o grupo atinge seu maior reconhecimento, e as turnês estendem a maiores durações.

Atendendo à demanda, lançam, em tempo recorde, outro álbum no ano seguinte, sob título de Fogo Divino. Com matriz integralmente digital, ainda que pronta para o CD, deu-se destaque ao LP, comercialmente mais aceito à época. Nesse disco, Thiena - ainda conhecida apenas por Sandrinha - grava sua primeira composição, o hino Volte Para Jesus. Após mais três anos de atividade, o grupo se vê obrigado a reduzir a agenda e encerrar os contratos com as rádios para tratar de problemas de saúde na família.

A partir de 2004, retorna possibilidade das apresentações, projeto concretizado ainda naquele ano. Em vista disso, lançam, em 2006, dois CDs de forma simultânea: Basta Só um Olhar, com letras e músicas exclusivamente compostos pela missionária Thiena, e uma coletânea, que inclui também a matriz digital do último disco, agora num cenário mais adequado ao lançamento de CDs. Voltam as apresentações em turnês, agora mais restritas ao sudeste. A partir de então, conseguem o feito de, novamente, transmitir seu programa de rádio em três emissoras diferentes.

Lançam o sétimo e último CD, Tire as Pedras, em 2008. A partir de 2011, as apresentações reduziram gradativamente com a piora na saúde da Missionária Thiena, acometida de Lúpus. Para contornar os problemas de locomoção, o programa de rádio passa a ser transmitido a partir de um link montado no estúdio da própria residência da dupla. Com a Rádio, surgem convites para as apresentações mais distantes, tais quais a turnê pelo Nordeste do país e pela Bélgica. Devido às dificuldades da missionária, são deixadas em aberto, e não se concretizaram, já que, mais tarde, os agendamentos são deixados restritos. Após uma melhora substancial, voltam a dirigir o programa Momentos de Louvor, sobretudo como forma de incentivo à recuperação dela.

Com uma melhora gradual, mas significativa, na saúde da Missionária Thiena, aceitam um convite para se apresentar, e a missionária anuncia na Internet, em 1º de abril, a reabertura das agendas. No dia 14 apresentam aquele que seria o último programa de rádio com a missionária, que viria a falecer na manhã da Quinta-Feira Santa, dia 17, vítima de uma pneumonia. O velório, iniciado na Sexta-Feira da Paixão, estendeu-se até o Sábado de Aleluia, e, mesmo não anunciado, concentrou significativa quantidade de pessoas. Foi sepultada no cemitério Parque Jardim Paraíso, em Goiás.

Queimadinho apresentou-se esporadicamente em eventos regionais e preparava o lançamento de uma coletânea, quando faleceu em 03 de Junho de 2017, por complicações de uma hérnia.


FICHA TÉCNICA

Arranjos:
Paulinho Andara
Paulo Augusto Bufarah
Tiel

Baixo Elétrico
Tiel

Guitarra:
Diego Souza
Edmilson Lemes
Melk

Viola
Paulo Augusto Bufarah

Violão:
Queimadinho
Edmilson Lemes
Ranulfh

Piano, teclados e sintetizadores
Paulo Augusto Bufarah
Paulinho Andara
Zezinho

Técnicos de gravação e mixagem
Aracy Miranda
Paulinho Andara
Ranulfh
Zezinho

Vocal de apoio
Queimadinho
Sônia Lopes
Thiena Lopes
Ronilda Amorim

Letras e músicas
Daniel Oliveira
Duo Estrela D'Alva
José Euclides
Juscelino Pereira
Queimadinho
Paulo Mesquita
Raimundo Silva
Thiena Lopes
Walmir de Souza
Zito Borborema

Arte
Gustavo Lopes
Mauricio de Sousa
Sônia Lopes
Thiena Lopes

Fotografias
Oswaldo Micheloni
Claudio
Thimoteo Augusto Bufarah

Logotipo
Mauricio de Sousa

Playlists relacionadas

Home