Nas Tardes Lindas do Tarumâ

otavio severo rainerispohr e luis fernando

Um salso chora a velha sanga junto ao passo
Correndo mansa com vertentes de água buena
Nutrindo as flores para o pouso das borboletas
Em suas cirandas tingindo aguadas morenas

Renasce o trevo com a parição do banhado
Rumo ao açude de asas negras um biguá
Paisagem bela, fragrância de interior...
Riqueza verde, carqueja e caraguatá...

Tarumã... Do campo largo e maçanilha,
Da figuerilha escondida entre o chircal
Onde a ruína adormecida da tapera
Segue sonhando no catre do macegal

Tarumã... Das tardes lindas de janeiro,
Das pitangueiras adoçando as campereadas
Magia santa onde o campo ganha vida
Ao visitar-te em tua grandeza de invernada

Meus olhos pampa se confundem nas paragens
Tantas imagens refletidas de onde vim
Chorei a sanga que transborda do meu ser
Ao perceber o rincão que há dentro de mim...

Venho das tardes que sesteiam sobre os cerros
Sou um dos ausentes que habitam as taperas
Desta invernada me faço um memorial vivo
Deste retrato o espelho do que eu era...

Músicas mais acessadas

Fotos (48)

Release

Youtube Raineri tem 27 anos é natural da cidade de Dom Pedrito e reside na cidade de Pelotas desde 2001.
No ano de 1996 foi ao primeiro festival inédito de sua carreira Gauderiada da Canção Gaúcha (Rosário do Sul). Desde então Raineri é nome atuante nos grandes festivais da música nativista do RS e SC. Cita-se os mais importantes: Ponche Verde da Canção, Martim Fierro, Aldeia da Música do Mercosul, Estância da Canção Nativa, Laçador do Canto Nativo, Bicuíra da Canção, Canto das Invernias, Galponeira , Canto sem Fronteiras, Vigília do Canto Gaúcho, Reponte da Canção, ,Reculuta da Canção Crioula,Festival da Música Crioula de Santiago, Grito do Quero- Quero da Canção Nativa, Capela da Canção Nativa, Califórnia Já fez parcerias com grandes nomes do acervo gaúcho :Edilberto Bérgamo, Xirú Antunes ...

Continuar lendo>>