Rajada Verbal feat Pacificadores - Depoimento De Um Vida Loka

Eder Rajada Verbal

Será que Deus ainda olha por mim?
O meu roteiro ainda não chegou ao fim
Quero mudar a minha história o meu final
Não sou vilão eu sou do bem não sou do mal

Porra parceiro vida loka
Fio da navalha na sinta uma quadrada encapuzado de toca,
Filho da puta do sistema que é meu roterista,
Me faz enquadrar o empresário cheio de ódio e malícia
Não sei se vou sobreviver ou vou virar estatística,
Só mais um corpo perfurado na mesa de um legista,
Melhor deixar essas fitas pra lá
Não imagino e nem quero ver minha mãe chorar,
Quem sabeum dia eu possa me regenerar
To na função de drão é um dois pra atirar,
O que vai ser desse mano aqui?
Eles quiseram assim agora vou ate o fim,
Será que Deus ainda olha por mim?

Será que Deus ainda olha por mim?
O meu roteiro ainda não chegou ao fim
Quero mudar a minha história o meu final
Não sou vilão eu sou do bem não sou do mal

Como um cão vira lata de orelha em pé
De olho na função grilado nos gambé,
To tipo maquiavélico lei do cão do tipo sem coração
Daqueles que só confiam no seu canhão,
Pra capa é decreto é sem compaixão,
Veja só no que o descaso me tornou
Eu que mudar olhe por mim meu senhor,
Cuidar da minha mãe do meu velho minha família,
E não ser mais um bandido sem pespectiva,
Vendendo droga arma na esqina,
Heroi da pivetada ou um louco selvagem?
Cansei desse bagulho quero minha liberdade,
Sou prisioneiro de mim mesmo o destino mer quiz assim,
Será que Deus ainda olha por mim?

Será que Deus ainda olha por mim?
O meu roteiro ainda não chegou ao fim
Quero mudar a minha história o meu final
Não sou vilão eu sou do bem não sou do mal

Eu sei que os porcos vão sorrir,
Se a morte chegar e me der um fim,
Honestidade já foi tarde
Só que o guerreiro aqui não vai ficar na saudade,
Tenho tudo que quero bota fé,
Dinheiro carreta da hora um bom pisante no pé,
Mas falta alguma coisa ta ligado qual é,
Talvez seja a tal paz de verdade
Sem fuga da polícia num rolê pela cidade,
Desprendido mano de toda maldade,
Ter conseguido a tal liberdade,
Mas por enquanto eu to no corre parceiro
E thug life na bagaça tipo um guerrilheiro,
Sou prisioneiro de mim mesmo o sistema me queiz assim,
Será que Deus ainda olha por mim?

Será que Deus ainda olha por mim?
O meu roteiro ainda não chegou ao fim
Quero mudar a minha história o meu final
Não sou vilão eu sou do bem não sou do mal

Músicas mais acessadas

Fotos (107)

Clipes (6)

Release

Tudo começou numa brincadeira de improvisos, na década de 90, na periferia de Samambaia- cidade Satélite do Distrito Federal.
Como a coisa era levada tão à sério, surgiu os Fodas da Periferia, composto por Nego Éder, Mano Afoito e Tânia, e mais tarde, Rajada Verbal Mc?s. Infelizmente, não foi gravada nenhuma música devido às barreiras e à total falta de apoio. Mas o Grupo ensaiava em local aberto, na comunidade de Samambaia.
Em meio ao Submundo, veio a detenção de um dos integrantes, Nego Eder, e posteriormente, a separação do Grupo. Mas aí veio o resgate da família, e pelo RAP, hoje mais do que nunca, o Rajada Verbal está somando p/ representar no cenário do RAP Nacional.
Apenas em 2010 vieram as primeiras músicas gravadas. ?Testando Minha Fé ...

Continuar lendo>>