RENATO JAGUARÃOVIDA BUENACHA ( RJ)712 plays
Publicidadeiniciando próxima música em Pular anúncio
Publicidade
Publicidade
pular anúncio
cancelar

Seu comentário foi publicado. Visualizar

Iniciando música ~ em
    1 / 35

    Contrate

    RENATO JAGUARÃO

    (53) 8423-3650 | (53) 3261-5031

    VIDA BUENACHA ( RJ)

    Renato Jaguarão

    Pego meu zaino e me vou estrada fora
    Buscando changas nas estâncias que cruzar
    Levo comigo o meu cusco companheiro
    Fiel parceiro desde os tempos de piá
    Tropeio léguas mirando os alambrados,
    Campeando trotes vou soprando esta canção
    Do “o” de casa quando chego nas estâncias
    E mato a anciã de tomar meu chimarrão

    Vida buenacha essa vida de campeiro
    Em qualquer lado acho lugar pra changuear
    Pois tenho sangue castelhano e brasileiro
    E sou campeiro desde os tempos de piá

    Se não me ajusto sigo com meu zaino a passo
    Até a porteira dou adeus por quem passar
    Pego a estrada já quase clareando o dia
    Geada fria meu pala faz esquentar
    A tarde chega já estou pela fronteira
    Cruzando o rio pois meu zaino é nadador
    Buenas tardes comprimento os castelhanos
    E me ajeito no oficio de domador

    Vida buenacha essa vida de campeiro
    Em qualquer lado acho lugar pra changuear
    Pois tenho sangue castelhano e brasileiro
    E sou campeiro desde os tempos de piá
    Vida buenacha essa vida de campeiro
    Em qualquer lado acho lugar pra changuear
    Pois tenho sangue castelhano e brasileiro
    E sou campeiro desde os tempos de piá

    Canta – renato jaguarão
    Letra – renato jaguarão
    Produção musical – edgar martins

    Músicas mais acessadas

    Álbuns e Singles/EPs  (4)

    Fotos (39)

    Clipes (8)

    Release

    RENATO JAGUARÃO


    Renato Jaguarão nasceu na fronteira do Brasil com Uruguai, sempre cantou as tradições do Pampa e os costumes do povo gaúcho, cantor e compositor se destacou por letras e músicas cantadas por vário artistas, suas obras mais expressivas são os Álbum; Sonhos Campeiros, Trem da Fronteira, Minha Terra e Por Essas Fronteiras.