Tudo de bom

Paulo Cesar e Luciano

Meu Deus do céu
O que é que eu faço agora
A irmã da minha patroa
Estava me dando bola

O que é que eu faço
Veja a situação
Porque eu não posso negar
Que ela é tudo de bom

Os olhos verdes
O cabelo bem comprido
De brinquinho na orelha
E um piercing no umbigo

As coxas grossas
Boca linda de batom
Como é que eu vou negar
Que ela é tudo de bom

Refrão

Tudo de bom
Tudo de bom
Mas eu não posso negar
Que ela é tudo de bom

Tudo de bom
Tudo de bom
Como é que eu vou negar
Que ela é tudo de bom


Se arrumou toda
Fez a unha, pé e mão
Ligou lá no meu serviço
Quer me ver no barracão

Tá tudo errado
Vou pedir pra Deus perdão
Porque eu não posso negar
Que ela é tudo de bom

Estou tentando
Me livrar deste tormento
Já cansei eu não aguento
Viver nessa aflição
A minha vida
Virou feito um furacão
Mas eu nunca vou negar
Que ela é tudo de bom


Tudo de bom
Tudo de bom
Mas eu nunca vou negar
Que ela é tudo de bom

Músicas mais acessadas

Fotos (11)

Release

A dupla surgiu em 2006. Paulo Cesar conheceu Luciano nas noites paulistanas. Viram que tinham muito em comum e decidiram lançar o álbum "Sertanejo de Verdade" que abriu as portas para grandes oportunidades.