Imagem de capa de Tamara Franklin
Tamara Franklin

Tamara Franklin

Cidade/EstadoRibeirão das Neves / MG
Plays322.916plays
Tamanho
Imprimir

Saúde Pras Irmãs (Feat. Colombiana, Neghaum E Iza Sabino)

Uma casa verde, com telhado branco Um Opala preto, um príncipe Bantu Devagar com o andor, cuidado com o Santo Dinheiro eu também quero, mas nem tanto Paz pro meu espírito e harmonia pro meu canto E cuidado com os matumbo, quilumba de Quilombo Baobá não tomba, kizola meu milongo E mais batuque pra enxugar meu pranto Um sapato novo, um vestido longo Um batom vibrante, um qualquer no banco Um rolê do loko, um bom som tocando Um DJ do foda e uma MC rimando Saúde pras irmãs que formam o bando Eu quero mais saúde pras irmãs que formam o bando Um pouco mais de brilho, pras mina chegar tombando Pretas e Pretos no comando Do desejo mais extravagante ao mais sútil Para sonhar sem sentir culpa por ser fútil Unir o que me é agradável e inútil? Me diz como se "os neguinho" ainda estão de fuzil Pé do morro, mata ou morre, ataca ou corre. É o que ocorre Do lado norte tem revólver e quem se envolve não resolve Na realidade, a real idade desses homens Faixa etária de menino. No máximo um nome e mais nada Além da cor da pele que joga na marginal Qualquer sonho inalcançável que parece surreal Sufoca o que é ancestral e pra nós sobram os restos Enquanto os meus estão na lona, meu RAP ainda é protesto (Colombiana:) Meus irmãos tiveram sonhos, viraram pesadelos Quiseram trabalhar e nos deram a escravidão E na comunidade o menor queria ser Deus E achou que era possível com uma peça na mão Quiseram apagar uma história escrita a sangue O ódio é gratuito pra quem nunca teve nada Mal eles tão sabendo que a favela tá o crime Vamo tomar esse mundo de assalto à mão letrada Mas sempre tem aquele que é leal, vida loka Ponta, linha de frente, tipo que mata ou mata Certo pelo certo, onde a ideia é pouca Prova que na sua veia não tem sangue de barata Grande parte se foi só ficou pra história Nesse jogo fiquei, quero conquistar bem mais Nessa terra de egos, quem é humilde é rei Mantenho a fé em Deus, na minha Glock jamais Saúde pras irmãs que formam o bando Eu quero mais saúde pras irmãs que formam o bando Um pouco mais de brilho, "pras mina" chegar tombando Pretas e Pretos no comando Nossa coroa não é blefe, nossa cor não é moda Ser preto na internet é diferente do enquadro da rota Sei que nós apavora (ôh) Com as bera na mão ou com o canudo do diploma Vários corres, nem todos tá no stories Monitorado, grampeado. Eles quer dar o bote Sai do meu rastro não espere meu naufrágio Minha rota não é aquela que vocês traçaram Tô indo além, com força abrindo cortina Quem impossibilita usa passagem até da bíblia Resistimos vivos, com compromisso Esquivando dos empecilhos que abraçam os meninos Nos leva na lua e aterrisamos no presídio Mó difícil, se levantar como Zé do Egito Zona Norte é quem pesa na balança Tamara, Iza Sabino, Colombiana (Iza Sabino) Tamara, me fala se o que cabe a nós é não admitir falha Fiquei fudida por não quererem uma mina na fala Antes fosse as frase que tem nessas bala pra beijar na boca Mas nós quer atingir mente sábia, sabe? Somos as Mina foda que nem cabe Com a rima afiada, defesa tipo dentes de sabre Sobre isso, nosso povo real vem sempre aplaude Outros usam o dedo pra apontar e pensam que nós nem sabe Ó, aprendi que nessa caminhada Ce olhar muito pra cima faz você perder o jogo das pernas Sintomas: A sua visão sempre escurece Seu sangue desce e você acha que nunca erra (haha) Brincadeiras à parte pra não perder a cabeça Com tanta idéia que nos faz negar O que tanto sonhamos pra desviar nossos planos Mas nós firma o toco pra fazer o RAP aqui sempre brilhar Uma casa verde, com telhado branco Um Opala preto, um príncipe bantu Devagar com o andor, cuidado com o Santo Dinheiro eu também quero, mas nem tanto Paz pro meu espírito, harmonia pro meu canto E cuidado com os matumbos, quilumba de Quilombo Baobá não tomba, kizola meu milongo E mais batuque pra enxugar meu pranto Um sapato novo, um vestido longo Um batom vibrante, um qualquer no banco Um rolê do loko, um bom som tocando Um DJ do foda e uma MC rimando Saúde pras irmãs que formam o bando Eu quero mais saúde pras irmãs que formam o bando Um pouco mais de brilho, "pras mina" chegar tombando Pretas e Pretos no comando

7.677

plays

Comentários

Filtrar Por:
Escreva um comentário

Playlists relacionadas à musica