The Sulky

The Sulky

Cidade/EstadoChapecó / SC
Plays3.519plays

Comunidade

OuvintesMurilo Caetano e outros 10 ouvintes
Murilo CaetanoMurilo CaetanoMurilo CaetanoMurilo CaetanoMurilo Caetano
Fã-clubePaula Navarro e outros 28 fãs
Paula NavarroPaula NavarroPaula NavarroPaula NavarroPaula Navarro

Comentários

Filtrar Por:
Escreva um comentário
Imagem de Cristian BorgesCristian BorgesBaixo, Backing Vocal
Imagem de Murilo CaetanoMurilo CaetanoVoz, Guitarra Solo, Guitarra Base, Guitarra
Imagem de Fernando Sbeghen (maninho)Fernando Sbeghen (maninho)Percussão, Bateria, Backing Vocal

Release

O ano é 2002 e o local é a cidade de Chapecó, oeste de Santa Catarina, de onde surge a banda The Sulky. A banda desde o inicio foi concebida para ser um trio, mas passou por algumas modificações de formação. Em alguns momentos foi um quarteto, mas optou por uma sonoridade mais crua e direta, voltando a ser um trio. A banda atualmente é formada por: Murilo Caetano (vocal e guitarra), Fernando Sbeghen (bateria) e o baixista Cristian Borges .
O nome The Sulky tem a ver com uma proposta presente na banda desde os primeiros momentos de existência. Essa inquietude que se percebe nas letras das músicas fazem parte da personalidade da banda. A palavra Sulky traduzida do inglês significa mal-humorado ou indignado, o que demonstra a insatisfação com a atual situação caótica e insegura do mundo em que vivemos.
Em 2004 a banda gravou o seu 1º EP de forma independente. Com cinco músicas e produzido pela própria banda, o EP ajudou difundir o trabalho em outros estados e repercutiu de forma positiva junto ao público.
O 2º EP intitulado %u201CA essência do mau-humor%u201D, foi gravado recentemente nos estúdios Chama, de Chapecó. Dessa vez conta com a Produção do Felipe Sanches e da banda. O EP tem 4 músicas e demonstra o processo de amadurecimento, não somente em referencias musicais, mas também em timbres e sonoridades. O EP conta com a participação de Márcio Hartmann %u201CPilo%u201D tocando violino na música %u201CEu Continuo sem entender%u201D e do Felipe Sanches tocando piano em %u201CEla foi embora%u201D.
A Capa é uma representação do ser humano em seu estado explosivo, é a persona do ser humano moderno, urbano e totalmente insano. Explodindo num grito devido ao acumulo de informações e tudo o mais que formam o homem moderno. É uma referencia mais punk e suja do quadro %u201CO Grito%u201D do Munch. A possibilidade amorfa explorada na imagem funciona como um espelho identificando as semelhanças que as pessoas tem ao emitir um grito.

Playlists relacionadas

Contrate

Sr.The Sulky

(49) 9979 - 4862 | (49) 9929 - 1133http://http://www.thesulkyforever.com.br